ANO XIV

ANO XIV - Catorze anos informando sobre o mundo do trabalho

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

SETOR DE SERVIÇOS RECUA PELA PRIMEIRA VEZ DESDE 1990

O rumo da economia, direcionado pelo atual governo, está conseguindo um feito inédito: o recuo do setor de Serviços. Esse setor é responsável por 71% dos postos de trabalho no Brasil e tem sido até hoje aquele que consegue manter seus níveis de emprego mesmo em épocas de crise. Desta vez será diferente. Desde a redemocratização do país, mesmo com a grave crise dos anos 80 e início dos anos 90, é a primeira vez que isso ocorre.  O setor ainda é responsável por 61% do PIB – Produto Interno Bruto. Este ano teremos PIB negativo e o ano que vem (2016) também será negativo, apontam os economistas. Não houve área do setor de Serviços que resistiu a essa crise (que ainda está no começo). Com o encolhimento do setor Industrial e a queda da renda da população (inflação alta e desemprego) toda a cadeia produtiva foi afetada.

Para piorar a situação da economia brasileira, a exportação para países vizinhos se deteriora rapidamente, já que também vivem crises políticas e econômicas, e assim piora e expectativa da Indústria brasileira e conseqüentemente para o nível de emprego.

O setor de Supermercados também está prevendo forte queda no faturamento e diminuição dos postos de trabalho, pois com a diminuição da renda e dos empregos, cairá o consumo em geral, principalmente de alimentos.

O mês de julho, como mostramos no artigo anterior, registrou desemprego no país e não será diferente nos próximos meses. Teremos tempos difíceis pela frente já que o Brasil passa por uma séria crise política, institucional e econômica sem precedentes desde a redemocratização.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário