ANO XIV

ANO XIV - Catorze anos informando sobre o mundo do trabalho

sábado, 12 de setembro de 2015

ESTÁ CADA VEZ MAIS DIFÍCIL VOLTAR AO MERCADO DE TRABALHO

As notícias sobre mercado de trabalho não estão nada boas. O desemprego aumenta rapidamente e a criação de vagas diminuiu como há muito tempo não ocorria. Os economistas afirmam que a queda do Produto Interno Bruto este ano será maior do que o esperado pelo governo e 2016 será ainda menor. Isso significa que a situação ainda irá piorar. Com a queda da produção industrial e o impacto da economia ruim no comercio e setor de serviços não há no horizonte perspectivas para o mercado de trabalho. Segundo pesquisa da Confederação Nacional da Indústria, feita para o jornal Folha de S. Paulo, os níveis da produção na Industria de Transformação estão próximos a dos anos 1940, época da pré-industrialização e a tendência é de piora do quadro. É o nível mais baixo da série histórica.

Os que estão empregados estão em risco de perder o emprego e os que estão desempregados estão encontrando muitas dificuldades para encontrar uma nova colocação. Uma das formas de medir essa situação é o tempo que uma pessoa demora para conseguir voltar ao mercado de trabalho. Esse tempo de demora aumentou muito neste ano. Em média um desempregado está demorando mais de 4 meses para conseguir uma vaga. As filas para o Seguro Desemprego estão grandes e ainda com um agravante: as novas regras impostas pelo governo para requerer o benefício, o processamento está demasiadamente lento e grande parte dos requerentes só conseguem começar a receber após 90 dias ou mais.

O que o trabalhador deve fazer neste momento? Em primeiro lugar, dar o seu melhor a fim de diminuir os riscos de ser demitido. Em seguida, ter em mente que os tempos de “bonança” acabaram e agir evitando gastos desnecessários e poupar, se possível. Para quem já está em situação de desemprego, o trabalhador deve se preparar cada vez mais para enfrentar a situação e o mercado de trabalho mais competitivo. Deve se preparar cada vez melhor para cada entrevista e cada processo seletivo que participar. Cumprir todo o “ritual” da busca pela oportunidade de trabalho é fundamental. A sorte ajuda quem se ajuda. É importante ter um currículo bem montado; estar sempre vestido adequadamente para a ocasião; estar pronto para todo o tipo de testes e perguntas dos selecionadores; importante ainda é manter a tranqüilidade diante do problema e o pensamento focado em cada processo seletivo. Avalie o que pode estar errado e corrigir eventuais falhas. Lembre-se que nesse momento, aqueles que estiverem mais preparados e adequados para cada oportunidade conseguirão as melhores vagas.