ANO XIV

ANO XIV - Catorze anos informando sobre o mundo do trabalho

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

QUEDA ACENTUADA NA RENDA DA POPULAÇÃO EM 2015, APONTA O IBGE

O IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística,  divulgou os dados sobre emprego e renda de 2015 pela PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios). 

O governo de Dilma Roussef entregou o país com a maior recessão da história, onde além do desemprego recorde, houve forte queda na renda da população, tanto entre os mais pobres quanto os mais ricos. Entre os 10 % mais ricos da população a queda foi bem acentuada, 6,6% e entre os 10% mais pobres, a coisa ficou ainda pior, perderam 7,8% de sua renda. Embora o índice de Gini tenha apontado queda na desigualdade entre a população, isso não significa que a condição melhorou, mas que o nivelamento pode estar ocorrendo em níveis mais baixos.

Entre os anos de 2014 e 2015 aconteceu pela primeira vez em 11 anos uma queda na renda da população brasileira, 5% em média no ano de 2015 em relação ao ano anterior. Entre aqueles que trabalham a renda caiu 5,4% e a renda familiar, ou seja, no domicílio, caiu ainda mais, 7,5%.

O desemprego também teve elevação acentuada e afetou principalmente a Indústria, que perdeu 8% de seus trabalhadores. Houve um aumento de quase 40% da população desocupada.

Para ver a pesquisa na íntegra acesse o site do IBGE 


O IBGE informa que esta pesquisa com dados de 2014/2015 é a última na metodologia PNAD, que estava sendo feita desde 1967. A partir deste ano os indicadores serão da PNAD Contínua.

Fonte: IBGE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário