ANO XIV

ANO XIV - Catorze anos informando sobre o mundo do trabalho

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

EMPREENDEDORISMO COM INTELIGÊNCIA

Há algum tempo, participando de um evento sobre mercado de trabalho e geração de renda, falamos sobre o tema Empreendedorismo.  O Empreendedorismo nada mais é do que “ter o próprio negócio”. Mas chamamos “empreendedorismo” algo um pouco além disso, que é o próprio negócio acompanhado de conhecimento e práticas de gestão empresarial. Sabemos que muitos negócios não sobrevivem ao primeiro ano exatamente por ser fundamentado apenas na vontade do empreendedor.

Assim, sempre que falamos sobre o tema, somos obrigados a falar sobre planejamento, gestão administrativa, financeira e outros pontos fundamentais que podem determinar o sucesso ou não do empreendimento.

Mas o que me chama a atenção é o fato que grande parte dos agentes envolvidos no incentivo do empreendedorismo esqueceram-se disso, ou seja, esqueceram das técnicas e práticas empresariais, focando quase que exclusivamente nos aspectos motivacionais. É claro que o empreendedor necessita de muita coragem, autoconfiança e motivar-se a cada dia diante das dificuldades que aquele que tem seu próprio negócio enfrenta, mas somente esses aspectos não levarão ao sucesso tampouco à sobrevivência da empresa. Fizemos um teste simples e buscamos no Google sobre “empreendedorismo” e nos apareceu uma relação de sites onde boa parte tratava o tema assim como estamos dizendo, muito de “motivação” e pouco de “gestão de negócio”.

Empreendedorismo transformou-se em uma moda, muito mais do que a necessidade ou vontade de empreender. Um deles apresentava uma lista com “10 práticas para fazer de sua empresa um sucesso” e todas as 10 eram “motivacionais”. Nenhuma delas falava sobre Planejamento, Plano de Negócios, etc. Há aproximadamente dois anos estive em um evento sobre Empreendedorismo, onde aconteceram quatro palestras, sendo três proferidas por empresários, contando seus cases de sucesso, recheados de “suor” e alguma inspiração. A quarta palestra foi realizada por um consultor na área de empreendedorismo, certamente com muito conhecimento, mas que focou mais uma vez no aspecto motivacional.

Há entidades de apoio ao empreendedorismo que fazem uma abordagem correta, orientando e mesmo ensinado aquelas pessoas que querem se lançar como donos do próprio negócio. Alguns têm mais facilidade e características pessoais que favorecem o empreendedorismo, mas muitas pessoas tornam-se empreendedoras por força das circunstâncias como a perda do emprego, por exemplo, e que para sobreviver investem suas reservas em um negócio. Tanto essas pessoas como as que têm o empreendedorismo “no sangue”, precisam de muito mais do que incentivo e motivação. Precisam de conhecimento e estudo daquilo que pretendem fazer.


O entusiasmo, a motivação e a autoconfiança são fundamentais para o empreendedor, mas a técnica empresarial, o conhecimento, o planejamento, a estratégia, dentre outros, são fundamentais para o empreendimento. Equilíbrio correto aqui é o fundamental para o empreendedor e para seu empreendimento.

Um comentário:

Obrigado por seu comentário