ANO XIV

ANO XIV - Catorze anos informando sobre o mundo do trabalho

sexta-feira, 27 de abril de 2018

IBGE DIVULGA TAXA DE DESOCUPAÇÃO (PNAD Contínua)

A taxa de desocupação divulgada pelo IBGE para o quanto trimestre de 2017 ficou em 12,60. Segundo a série histórica, a taxa de desocupação está aumentando (veja o gráfico). Mesmo com eventuais períodos de desaceleração, a taxa de desocupados está aumentando desde 2013. O primeiro trimestre (jan/fev/mar) de 2017 apresentou a taxa mais alta, 13,7 e depois diminuiu no trimestre (out/nov/dez) para 11,8. A partir de então, a taxa                                            vem subindo e alcançou 12.6 em fevereiro de 2018.



A preocupação que devemos ter é que embora nos últimos meses de 2017 a desocupação tenha desacelerado e voltado aos níveis do mesmo período de 2016, a partir de dezembro de 2017 até o final de fevereiro de 2018 a taxa de desocupação voltou a subir mês a mês, o que pode mostrar a tendência da aceleração do desemprego novamente. Nunca a economia do país esteve tão instável e incerta, o que impede qualquer tipo de avanço dos investidores. Neste caso, não me refiro apenas a investidores de grande porte e sim até mesmo aquele pequeno empreendedor que está pensando se é o momento de aplicar suas reservas em seu negócio.

Outro dado que demonstra essa paralisia e quase estagnação de nossa economia é o aumento brutal da economia informal, ou seja, pessoas que trabalham sem carteira assinada ou que partem para vender "bugigangas" nos cruzamentos das cidades.

Enquanto o Brasil não limpar a sujeira que está em cima e embaixo do tapete, dificilmente poderemos alcançar melhores níveis de investimentos e produtividade, nos oferecendo um mercado de trabalho amplo e digno.

(Imagem: Obra "Desocupados" - Antonio Berni 1934)


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário