ANO XIV

ANO XIV - Catorze anos informando sobre o mundo do trabalho

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

O MERCADO DE TRABALHO E AS REDES SOCIAIS












Há algum tempo publiquei aqui um artigo sobre as redes sociais ( http://blogdonelsonsp.blogspot.com.br/2013/09/o-papel-das-redes-sociais-na-busca-por.htm )  e a importância desse canal de relacionamento no mercado de trabalho. A Internet é um relevante meio de comunicação e de troca de informações, assim como as redes sociais, principalmente o Facebook, uma das principais redes utilizadas nos dias de hoje. Muitas empresas utilizam as redes sociais durante um processo seletivo. Não exatamente para encontrar candidatos, mas para obter mais informações sobre o candidato que já está participando do processo. 

Segundo uma recente pesquisa do site CareerBuilder, especializado em carreiras, 40% das empresas utilizam essa prática. A pesquisa mostrou que a maioria dos selecionadores encontra nessas “visitas” motivos reais para eliminar o candidato. Falamos disso no artigo anterior. Nessa pesquisa foram ouvidos 2138 profissionais da área de Recursos Humanos, que listaram 10 problemas freqüentes e que podem eliminar um candidato a uma oportunidade de trabalho, independente de suas experiências profissionais e acadêmicas.

1. Publicação de informações, fotos ou comentários provocativos e inadequados;
2. Informações e comentários sobre uso de bebidas e drogas; 
3. Reclamações de colegas de trabalho, chefias e empregos anteriores; 
4. Baixa habilidade em comunicação (incluindo excesso de gírias e baixo conhecimento do idioma);
5. Informações e comentários discriminatórios em relação à gênero, raça, religião, etc; 
6. Mentem sobre suas qualificações e habilidades;
7. Publicam informações confidenciais sobre o emprego anterior;
8. Possuem ligações com práticas ilícitas ou criminais;
9. Possuem apelidos não profissionais;
10.Mentem sobre a ausência em uma entrevista.

Como podemos observar se visitarmos o Facebook, por exemplo, encontraremos muitas páginas contendo algum dos dez itens listados acima. Digamos que você tenha um perfil no Facebook e outro no Linked In. Sabemos que o Linked In é uma rede social de perfil profissional e, portanto ao construir sua página você escolhe uma foto mais formal, publica seu currículo com suas informações profissionais e acadêmicas, suas habilidades e competências, tudo muito sério. Em contrapartida, em sua página no Facebook você publica um perfil totalmente diferente daquele publicado no Linked In, sempre com um copo na mão, fotos “sensuais”, escrito naquele “idioma” da Internet, utiliza muito palavrão, enfim, mostrando quem você “realmente” é. Tome muito cuidado e utilize as redes sociais e a Internet em geral a seu favor. Há mecanismos de privacidade nessas redes que podem deixar que coisas pessoais sejam vistas apenas por pessoas específicas. É como nos filmes policiais americanos que sempre dizem no momento da prisão: "tudo o que disser poderá ser utilizado contra você no julgamento". Um pouco de bom senso não faz mal a ninguém. 

Então, amigo, muito cuidado com aquilo que mostra publicamente em sua página em uma rede social. Sua página pode não levá-lo ao pedestal, mas certamente poderá derrubá-lo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por seu comentário