segunda-feira, 28 de março de 2016

DESEMPREGO: O QUE FAZER?

A situação não é fácil e não há perspectiva de melhora em curto prazo. O desemprego aumenta em velocidade assustadora, a renda cai e investimentos desaparecem. Este é um resumo do que acontece hoje no país. Numa entrevista, o jornalista Ricardo Amorim, comenta a situação econômica e didaticamente mostra que o país ainda tem jeito, não obstante ao triste cenário atual. Cita, por exemplo, que o ex-ministro Mantega quando entrou no governo, havia um superávit na balança comercial de US$ 10 bilhões e quando entregou o cargo, deixou um déficit de US$ 110 bilhões. Somente com essa diferença da balança comercial em produtos manufaturados, podemos imaginar a quantidade de empresas e de empregos que simplesmente desapareceram. Só para se ter uma ideia, na região metropolitana de São Paulo o desemprego ultrapassa os 14%.

Mas como podem os trabalhadores se proteger dessa situação de grande desemprego e paralização da economia? É muito difícil, sabemos. Os mais jovens são os mais prejudicados, mas ainda podem fazer alguma coisa para si, estudando mais, se preparando mais, para ser mais competitivo e aumentar suas chances no mercado de trabalho.

Se o governo não oferece educação e formação de qualidade, seja na escola fundamental, técnica ou universitária, cabe a cada um se aprimorar, buscar o aprendizado por conta própria, com cursos e muita leitura. Devemos lembrar que muitos candidatos a um trabalho são preteridos no primeiro momento de uma entrevista simplesmente por falarem ou escreverem um português ruim, por não conseguirem interpretar uma pergunta ou um texto. E isso só depende de cada um. Muitos se esquecem que a maior parte do sucesso de uma pessoa vem de seu esforço pessoal e não daquilo que lhe dão ou mesmo da sorte.

Neste blog há dezenas de artigos que oferecem dicas de comportamento profissional, processo seletivo, entrevistas de emprego, etc. que podem ajudar o candidato à uma vaga de emprego aumentando suas chances. A informação está disponível aqui e em outros lugares, mas cabe a cada um a vontade e a persistência de aprender e se desenvolver.

Buscar um trabalho não é fácil. É um trabalho duro por si só e é assim que o candidato deve entender. É um emprego não remunerado onde a pessoa trabalha para si mesmo, sem esmorecer e fazer o melhor possível e a recompensa de verdade pode ser o almejado emprego.


Artigos relacionados: dicas, comportamento profissional, entrevistas de emprego, etc: 











Dê uma navegada pelos artigos do blog. Há muito mais.
Abraços
Nelson Miguel Junior









Um comentário:

  1. Adorei a sua matéria, realmente em tempos de crise devemos correr atrás dos nossos objetivos e encontrei esse site: http://vagadeemprego.liste.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário