ANO XIV

ANO XIV - Catorze anos informando sobre o mundo do trabalho

sábado, 10 de maio de 2014

QUAL A SITUAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DO CAT – Centro de Apoio ao Trabalho em SP?

Estamos noticiando e acompanhando a situação dos funcionários do Centro de Apoio ao Trabalho, órgão da Prefeitura de São Paulo e vinculado à SDTE – Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo, principalmente em virtude dos constantes atrasos de salários e benefícios. Tal situação, agravada nos últimos meses, vem apresentando indícios que não terá um final feliz.

Além dos funcionários que estão sendo prejudicados, os que já foram demitidos enfrentam situação pior e mais difícil ainda por não estarem recebendo suas indenizações trabalhistas. Todos os funcionários são contratados por intermédio da AVAPE, uma entidade não governamental, que vem enfrentando sérios problemas financeiros. O problema foi “empurrado com a barriga” durante mais de um ano, pois já se sabia da situação da entidade e nenhuma providência foi tomada, inclusive teve seu contrato prorrogado com a SDTE. Diante disso, os funcionários foram obrigados a paralizar o atendimento, inclusive por dificuldades de chegar ao trabalho, já que também o vale-transporte estava atrasado.

No próximo mês de junho, como já havíamos noticiado, haverá o encerramento do contrato com a AVAPE e será aberta uma nova licitação para a contratação de uma nova empresa. Isso pode resolver em parte o problema da SDTE, mas não resolve o problema dos funcionários, que estão sendo colocados em Aviso-Prévio. Mas incrivelmente, novos funcionários estão sendo contratados
.
A situação dos últimos meses causou um prejuízo considerável para a população paulistana que não conseguiu atendimento para as ações de busca de emprego, principalmente.

Segundo uma fonte consultada pelo nosso blog, a AVAPE participará da nova licitação, mesmo com todos os problemas que está enfrentando. Vencendo a AVAPE ou outra empresa qualquer, como ficará a situação dos funcionários, já que os que foram demitidos no decorrer do ano passado não conseguiram receber suas indenizações trabalhistas?



Em que está se transformando o CAT, uma organização pública que já foi referência nacional e internacional de atendimento ao trabalhador?

Um comentário:

  1. Um ano depois praticamente desta publicação a AVAPE continua atrasando salários, vale-transporte e refeição, além de não pagar férias (na data) e verbas rescisórias e suspendendo o convênio médico. Isto tudo repete-se agora no SAMU, onde ela é terceirizadora de mão-de-obra. Existe também a dúvida com relação a se ela recolheu ou está recolhendo INSS e FGTS.

    ResponderExcluir

Obrigado por seu comentário